Fatores que podem contribuir para a prevenção

De forma geral, são diversos os fatores que podem contribuir com a adesão de uma pessoa ao uso de drogas lícitas ou ilícitas. Fatores individuais, genéticos, ambientais, sociais e familiares são os apenas alguns exemplos:


1 Fatores individuais:

Insegurança, sintomas da depressão, insatisfação com a imagem e a rotina e não realização de tarefas podem ser alguns indícios de uma personalidade que tem o uso de drogas como predisposição. Nos indivíduos com tais fatores individuais, as substâncias lícitas ou ilícitas se apresentam como o ‘remédio’, a solução das fraquezas. Na adolescência, o desejo natural à busca por emoções é fator importante de risco ao uso abusivo de drogas.


2 Fatores Familiares:

Além do fator genético da dependência, já demostrado em estudos científicos, fatores comportamentais no espaço familiar e privado contribuem com o abuso e a dependência de substâncias lícitas ou ilícitas. A família é o primeiro e maior referencial de um indivíduo, e quem deve transmitir com clareza e coerência as orientações para a vida biopsicossocial saudável. A família deve ensinar como se lidar com frustrações, com limites, com as regras de convívio, com as vitórias etc. Uma vida familiar desequilibrada e conflituosa é fator de risco à adesão de um indivíduo ao uso de drogas.


3 Fatores Sociais:

Na adolescência, os fatores sociais são muito latentes. Indivíduos nessa fase da vida são geralmente predispostos e vulneráveis à influência dos ‘modismos’ e precisam aderí-los para sentirem-se parte de um grupo. Determinadas drogas (que variam de acordo com a classe social), assim como modo de vestimenta, estilo musical, ambientes que se frequenta etc, são indicativos de pertencimento a um grupo.

Sobre Nós

Avenida Gregório Aversa, 430
São Carlos-SP

WhatsApp (11)99359-0929

contato@clinicasgrupogarcia.com.br

Seg-Sex: 08:00 - 18:00

Nossos Serviços

Entre em Contato

Ligue Agora

Entre em contato hoje mesmo!

Vivo (16)99732-1011

Claro (11)99359-0929

TIM (11)95476-7728